Tudo que você sempre quis saber sobre a Vitamina B12

Bruna Nascimento|
18 janeiro 2019

Se você já é ou está pensando em se tornar vegetariano, certamente já ouviu falar sobre a vitamina B12!

É muito comum que as pessoas só pesquisem ou se preocupem com ela quando começam sua transição para uma alimentação sem produtos de origem animal, mas, na verdade, 40% das pessoas que comem carne na América Latina apresentam deficiência dessa vitamina, em comparação a 50-60% dos vegetarianos. Ou seja, uma diferença bem pequena!

Ao contrário do que muita gente pensa, a vitamina B12 não é de origem animal, mas sim de origem bacteriana. São bactérias que produzem essa vitamina tanto no solo orgânico, quanto no intestino de animais herbívoros e no de humanos.

Compilamos algumas das principais dúvidas que recebemos sobre esse assunto, mas não hesite em tirar sua dúvida em nosso chat, caso ela não esteja aqui! Ficaremos felizes em te ajudar! Vamos lá?

Pra que serve a B12?

A vitamina B12 desempenha diversas funções em nosso corpo e está principalmente relacionada à manutenção da estrutura do sistema nervoso e maturação de células sanguíneas. Ela também é fundamental em mais de 100 reações químicas no corpo.

Quem precisa suplementar B12?

Como dito anteriormente, a deficiência de vitamina B12 não é uma exclusividade dos vegetarianos, e existem muitos fatores que podem contribuir para sua má absorção, como o uso de alguns medicamentos (antiácidos, anti hipertensivos, contraceptivos orais etc.), cirurgias de redução do estômago, mastigação inadequada ou qualquer outra situação em que não há acidez suficiente no estômago, como em pessoas com mais de 50 anos, nas quais a acidez estomacal é reduzida. Pessoas que consomem pouco ou nenhum produto de origem animal também devem suplementá-la, tendo em vista que a ingestão dessa vitamina é muito reduzida ou quase nula nesses casos.

Como suplementar a B12?

Para saber qual a melhor forma de suplementação para você, o ideal é consultar um médico ou nutricionista e realizar exames laboratoriais de dosagem de B12 e outros complementares, se necessário. Desta forma, é possível avaliar a melhor via de administração da vitamina, que pode ser oral, sublingual ou injetada, assim como a melhor dosagem. Não existe nenhum sintoma de superdosagem de vitamina B12, mas sua suplementação em excesso pode causar acne.

Quais são os sintomas da falta de B12?

Os sintomas da falta de B12 são fadiga, falta de memória, atenção e concentração, formigamento nas extremidades, depressão e outros.

Se precisamos suplementar a vitamina B12, quer dizer que a dieta vegetariana não é adequada para o ser humano?

Não. O ser humano se desenvolveu biologicamente na natureza e em condições muito diferentes da atualidade. A B12, por ser produzida por bactérias e estar presente em solo orgânico (sem contaminação de agrotóxicos e pesticidas), acabava contaminando a superfície de alimentos e também a água (que não eram higienizados ou tratados como são hoje em dia), podendo também ser fontes desse nutriente.

Além disso, é importante refletir que, em diversas fases da vida e condições orgânicas, como na infância, gestação ou na terceira idade, pode ser necessário o uso de suplementos. Isso pode ocorrer por baixa ingestão de alimentos fontes dos nutrientes, por problemas no mecanismo de retirar o nutriente dos alimentos ou por problemas no organismo que fazem com que a sua absorção e utilização sejam comprometidas. É só pensarmos que somos submetidos ao consumo de suplementos vitamínicos ou minerais acrescidos nas farinhas, como ferro e ácido fólico, o iodo no sal e em outros casos, levando em consideração o alto índice de deficiência desses nutrientes por toda a população.

Outras perguntas frequentes sobre vitamina B12:

Cogumelos, levedos e algas são fontes de vitamina B12?

Não. Esses grupos possuem uma forma análoga da vitamina B12 que nosso corpo não consegue ativar. Portanto, não são fontes seguras dessa vitamina. Além disso, essa forma de B12 “atrapalha” no diagnóstico, pois se liga ao mesmo receptor que é avaliado no exame. Ou seja, a pessoa pode mostrar um alto índice de B12 no exame, mas estar apresentando sintomas de deficiência. Por isso consultar um profissional com conhecimento na área é importante.

Se eu consumir produtos alimentícios suplementados e alcançar a ingestão mínima diária de 2,4 mcg, eu preciso suplementar de outras formas?

É cada vez mais discutido entre médicos e nutricionistas que a ingestão diária de apenas 2,4 mcg não é o suficiente para atender a demanda do nosso corpo e manter os níveis de B12 adequados na maioria das pessoas. Por isso, para quem apresenta algum fator de risco para a absorção de B12 ou não ingere grandes quantidades pela alimentação, a suplementação é recomendada.

O ser humano consegue armazenar vitamina no fígado. Se eu acabei de me tornar vegetariano, posso deixar para me preocupar com isso depois?

Não. Considerando que existem diversos fatores que alteram a absorção dessa vitamina e a grande possibilidade de haver deficiência dela mesmo com uma alimentação que inclua produtos de origem animal, fazer exames de rotina a cada 6 meses e avaliar a necessidade de suplementação é o recomendado.  

Meu exame está dentro das referências do laboratório. Posso ficar tranquilo?

As referências laboratoriais de dosagem de B12 costumam ser entre 200 e 900 pg/ml. No entanto, na prática clínica, muitas pessoas já apresentam sintomas com níveis abaixo de 350 pg/ml. Por esse motivo, é recomendado manter a dosagem acima de 490 pg/ml.

Este post tem como objetivo ajudar a esclarecer algumas questões sobre a vitamina B12, mas de forma alguma substitui o acompanhamento de um profissional com conhecimento na área. Consultar um médico ou nutricionista é uma forma eficiente e segura de avaliar as necessidades e particularidades do seu corpo, de acordo com sua fase de vida, saúde e objetivos.

💙

Agora que você já tirou todas as suas dúvidas, que tal montar sua lista de compras? Clique aqui e descubra como!

Garanta agora seu Guia Vegetariano gratuito!

Garanta agora seu Guia Vegetariano gratuito!

Formato inválido

Formato inválido

Formato inválido

Formato inválido

Compartilhe sua história

Preencha o formulário

Obrigado por se inscrever!

Nome

Formato inválido

Sobrenome

Formato inválido

Ocupação

Formato inválido

Foto

(image only: JPG or PNG, less than 300KB)

Formato inválido

País

Formato inválido

História

Formato inválido