Novo Guia Alimentar do Canadá reduz a importância do leite e diz para os cidadãos comerem mais proteína vegetal

Mayra Corrêa|
4 fevereiro 2019

A nova versão do Guia Alimentar do Canadá está surpreendendo o mundo ao promover proteínas vegetais (como feijão e grão de bico) além de incluir duas frases que merecem destaque: “coma muitos vegetais e frutas, alimentos integrais e alimentos ricos em proteínas” e “escolha mais frequentemente alimentos proteicos de origem vegetal”.

Anteriormente, o documento criado pelo governo federal canadense  apresentava os produtos lácteos e leite como um grupo alimentar inteiro, com recomendação de tomar duas a quatro porções por dia, o que chocava até nutricionistas, por se tratar muitas vezes de “alimentos processados e bebidas açucaradas”. Agora, o novo Guia influenciará diretamente escolas públicas, centros de saúde e residências com uma visão diferente.

A Ministra da Saúde, Ginette Petitpas Taylor, foi questionada sobre a pressão que as indústrias de exploração dos animais para carne e laticínios estavam fazendo, mas parece que seu interesse é melhorar a saúde dos cidadãos com as provas científicas que temos:

“A única coisa que posso dizer é que esses muitos grupos tornaram suas posições conhecidas, e é seu direito fazê-lo. Queremos garantir que os canadenses tenham acesso às melhores informações com o guia de alimentos –a melhor informação baseada na melhor ciência existente e a ciência que não é influenciada pela indústria”.

A presidente da Associação Médica Canadense (CMA), Dra. Gigi Osler, mostrou que a CMA concorda com o direcionamento do novo Guia, pela posição imparcial e fundamentada em evidências.

Courtney Dobbin, Gerente de Projetos Especiais da Mercy For Animals no Canadá, diz que:

“Essas recomendações não apenas melhorarão os resultados de saúde dos canadenses, mas também deverão contrabalancear os efeitos adversos da agricultura industrial em nosso meio ambiente e animais”

Se você se interessou por essas recomendações mas não sabe como colocá-las em prática, nossa nutricionista, Bruna Nascimento, ajuda:

“Basta investir em comida de verdade e menos ultraprocessados. Verduras, frutas, cereais integrais, feijões e sementes devem ser a base de qualquer alimentação saudável. Os feijões, cereais integrais e castanhas são ótimas fontes de proteínas vegetais e minerais, como o ferro.”

Para acompanhar as mudanças do mundo, baixe o nosso Guia Vegetariano Gratuito clicando aqui.

Garanta agora seu Guia Vegetariano gratuito!

Garanta agora seu Guia Vegetariano gratuito!

Formato inválido

Formato inválido

Formato inválido

Formato inválido

Compartilhe sua história

Preencha o formulário

Obrigado por se inscrever!

Nome

Formato inválido

Sobrenome

Formato inválido

Ocupação

Formato inválido

Foto

(image only: JPG or PNG, less than 300KB)

Formato inválido

País

Formato inválido

História

Formato inválido