Gestação vegana é possível? Nós mostramos que sim!

Bruna Nascimento|
6 julho 2018

Gestação saudável e veganismo podem andar lado a lado, sim! De acordo com importantes instituições da área da saúde, como a Associação Dietética Americana e o Conselho Regional de Nutrição da 3ª região, aqui no Brasil, a alimentação vegetariana (sem nenhum produto de origem animal) é saudável, nutricionalmente adequada e pode promover benefícios à saúde e também a prevenção e tratamento de doenças. De acordo com a Associação Dietética Americana:

“Uma dieta vegetariana bem planejada que inclui alimentos fortificados e suplementados para que se atinja as recomendações nutricionais é apropriada para todos os estágios da vida, incluindo a gestação, lactação, infância e adolescência.”

Os estudos indicam que, em casos em que o acesso a alimentação é adequado, a gravidez de mães vegetarianas apresenta resultados similares à de mães não-vegetarianas, quando comparamos o ganho de peso e a duração da gravidez. Foi revelado também que uma alimentação vegetariana no primeiro trimestre resultou em menor risco de ganho de peso excessivo durante a gestação e menos riscos de complicações da gravidez, como a diabetes gestacional.

Atenção aos nutrientes

Os nutrientes que requerem mais atenção durante a gestação são o ferro, cálcio, zinco, ácido fólico, vitamina B12 e ômega 3 — não apenas para vegetarianas, mas para todas as grávidas. A suplementação deles pode ser requerida pelo médico que te acompanha, de acordo com os resultados dos exames bioquímicos e nutricionais.

O ferro é importante para a formação da hemoglobina, proteína responsável por carregar oxigênio no sangue, tanto na mãe quanto no bebê, além de outras funções. É bem comum que além da necessidade da atenção com as fontes dietéticas — que são as leguminosas e vegetais verde-escuros, na alimentação vegetariana —  a suplementação seja prescrita.

O cálcio é um dos responsáveis pela coagulação sanguínea e contração muscular, portanto, é essencial para evitar hemorragias e favorecer a contração uterina durante o parto. Seu papel na saúde do tecido ósseo também é importante para a formação do bebê.

Não há evidência científica suficiente de que gestantes vegetarianas precisam mais de zinco do que gestantes não vegetarianas, mas o alto consumo de grãos, que são ricos em fitatos, podem alterar a biodisponibilidade desse mineral. Mas é simples reduzir a quantidade dos fitatos nos alimentos: basta deixar os grãos de molho por cerca de 12h antes de cozinhá-los, descartando a água onde ficaram demolhados.

A vitamina B12 não é encontrada em alimentos de origem vegetal e portanto precisa ser suplementada. Você pode saber tudo sobre essa vitamina clicando aqui, e a boa notícia é que suplementos vegetarianos de B12 podem ser facilmente encontrados em lojas de produtos naturais, vegetarianos ou até mesmo em farmácias. O ácido fólico também deve ser suplementado, tanto em mães vegetarianas como não vegetarianas.

Gestantes e bebês podem ser beneficiados com a suplementação de ômega 3, que pode ser administrado por fontes derivadas de microalgas ou óleo de linhaça. O consumo frequente de óleo e semente de linhaça também são recomendados. Duas colheres de chá do óleo ou 4 colheres de sopa das sementes por dia são suficientes para alcançar as recomendações diárias desse ácido graxo.

Acompanhamento profissional

Lembre-se que, independente da dieta, o acompanhamento por profissional de saúde é importante, principalmente na gravidez. Dar preferência a profissionais com experiência em nutrição vegetariana traz vantagens, pois eles têm maior conhecimento na área e não irão te desestimular a manter sua opção alimentar.

Essas dicas, mais o cuidado dos profissionais da área, vão garantir uma gestação tranquila e saudável para mamães e bebês. Seu filho valorizará o fato de você ter sido firme em suas convicções e na luta pelos animais e um mundo melhor até mesmo durante a gravidez, e temos certeza que ele crescerá em um lar com muito amor e respeito a todos os animais, humanos ou não.

Quer mais dicas sobre como ter uma alimentação sem nada de origem animal? Clique aqui e baixe nosso Guia Vegetariano Gratuito.

Garanta agora seu Guia Vegetariano gratuito!

Garanta agora seu Guia Vegetariano gratuito!

Formato inválido

Formato inválido

Formato inválido

Formato inválido

Compartilhe sua história

Preencha o formulário

Obrigado por se inscrever!

Nome

Formato inválido

Sobrenome

Formato inválido

Ocupação

Formato inválido

Foto

(image only: JPG or PNG, less than 300KB)

Formato inválido

País

Formato inválido

História

Formato inválido