5 dicas para poupar tempo (e neurônios) na cozinha!

Bruna Nascimento|
6 julho 2018

Ter uma alimentação sem nada de origem animal, criativa e saudável pode parecer complicado se é difícil encontrar tempo para cozinhar. Algumas pessoas acabam recorrendo para restaurantes ou produtos congelados mas, embora isso seja aceitável de vez em quando, esse tipo de alimentação acaba não sendo saudável, além de muito mais cara. Aqui vão algumas dicas para você saber como poupar tempo e se preocupar menos na hora de cozinhar:

Tenha o básico em estoque. Mantenha os grãos, farinhas e sementes mais usados sempre na despensa. Isso irá poupar tempo tanto na hora de comprar quanto de cozinhar. Alguns exemplos são feijões, lentilha, grão-de-bico, arroz integral, macarrão, pasta de amendoim, leite vegetal, granola, aveia, paçoca — ok, esse último é brincadeira. Apostando especialmente nas leguminosas, nunca ficamos sem nossa principal fonte de proteínas.

Tenha sempre algumas receitas na manga. Nem só de arroz e feijão vive um vegano brasileiro! Procure algumas receitas práticas para variar a alimentação do dia-a-dia e ir desenvolvendo suas habilidades na cozinha. Existem várias receitas em nosso site que levam poucos ingredientes e são surpreendentemente gostosas!    

Cozinhe para um batalhão. Considere duplicar (ou triplicar) a receita que está preparando para durar 2-3 dias e você não precisar fazer tudo do zero em todas as refeições. Você pode fazer uma panela grande de feijão, lentilha, sopa, estrogonofe, vegetais cozidos, curry, hambúrgueres e outra infinidade de receitas no domingo, por exemplo, e ir comendo ao longo da semana. E lembre-se de congelar porções menores do alimento cozido e variar as preparações. O grão-de-bico pode virar hambúrguer, salada, homus, sopa, refogadinho — o que sua criatividade mandar!

Invista em utensílios de cozinha. Você pode levar meia hora para descascar batatas com uma faca ou dois minutos caso você tenha um descascador (que pode ser facilmente encontrado em lojas de 1,99!). Um processador de alimentos pode cortar, ralar e triturar vegetais em um piscar de olhos e, se você não quiser investir em um, uma faca e uma tábua decentes já fazem milagres. Ah! Não tenha medo da panela de pressão, ela pode ser sua melhor amiga e cozinhar as coisas na metade do tempo!  

Distribua tarefas entre os moradores da casa. Enquanto você estiver vivo, vai ter louça. Mas tudo bem, você não precisa fazer tudo sozinho(a). Delegue as tarefas entre as pessoas que moram com você. Crianças e adolescentes podem se responsabilizar por fazer a lista de compras, higienizar os vegetais e deixá-los separados em potes na geladeira prontos para serem usados, lavar e/ou secar a louça e até mesmo fazer preparações culinárias simples (claro, com a supervisão de um adulto!). Não subestime suas habilidades culinárias e tenha paciência para ensiná-los. Você estará dedicando um tempo de qualidade à sua família e ainda investindo na educação e autonomia alimentar deles.

Nossas escolhas alimentares diárias servem como forma de se expressar, de servir de exemplo para nossas crianças e de incentivar o mundo em que queremos viver. Nossa alimentação serve como ato político e também como gesto de amor próprio, pelo próximo e pelo planeta. Considere fazer escolhas mais conscientes e conte com a gente, estamos aqui para te ajudar. Clique aqui para saber como começar.  

Garanta agora seu Guia Vegetariano gratuito!

Garanta agora seu Guia Vegetariano gratuito!

Formato inválido

Formato inválido

Formato inválido

Formato inválido

Compartilhe sua história

Preencha o formulário

Obrigado por se inscrever!

Nome

Formato inválido

Sobrenome

Formato inválido

Ocupação

Formato inválido

Foto

(image only: JPG or PNG, less than 300KB)

Formato inválido

País

Formato inválido

História

Formato inválido